Staples
Vodafone
LVMH
FNAC
Womens secret
Mercadona
Fleury
Fast Shop
Leroy Merlin
Cortefiel
SONAE
Hospital Pequeno Príncipe
Pandora
MSC
Dia
Springfield
Sheraton
Unilabs
Unidade Local de Saúde de Matosinhos
Notredame Intermédica
Pró-Saúde
Hospital de Santa Maria
Rede Ímpar
Unimed Fortaleza
Luz Saúde
Pulido Valente
Centro Hospitalar de São João
Hospital LeForte
Hospital Platô
AC Camargo
Garcia da Orta
Hospital 9 de Julho
A.R.S. Lisboa e Vale do Tejo
Sabará Hospital Infantil
Santa Casa de Misericórdia da Bahia
Hospital IGESP
Staples
Staples
Vodafone
Vodafone
Estapar
Estapar
LVMH
LVMH
Womens secret
Womens secret
Pandora
Pandora
Springfield
Springfield
Fast Shop
Fast Shop
Worten
Worten
WestSea
WestSea
Wells
Wells
Vitaminas
Vitaminas
Villa Termal das Caldas de Monchique
Villa Termal das Caldas de Monchique
Via Porto
Via Porto
Veolia
Veolia

A sua empresa está pronta para uma transformação digital nos RH?

A sua empresa está pronta para uma transformação digital nos RH?

A transformação digital nos RH veio para ficar e envolve as organizações como um todo

O antigo departamento de RH que depende exclusivamente de processos manuais está de saída do panorama geral do mundo do trabalho. Citando José Ramon Villaverde, o nosso especialista de WFM em Espanha, num dos seus últimos artigos para o blog SISQUAL: “A transformação digital é agora uma realidade, não um sonho. Adotar uma mentalidade digital ou estar fora do mercado, esse é o novo paradigma”.

De facto, a transformação digital, em particular nos RH, é um fenómeno em crescimento dado o seu impacto nas organizações e cuja importância foi sedimentada e acelerada, em parte, pela pandemia COVID-19. Ela não diz respeito apenas ao departamento de RH, envolve a organização como um todo e só assim poderá ser bem-sucedida.

O que é a transformação digital nos RH?

O conceito de transformação digital, de uma forma geral, diz respeito à integração de tecnologia digital em todas as áreas do negócio, mudando a forma de operacionalização da mesma na procura de uma melhor entrega de valor aos clientes. Na área de Recursos Humanos relaciona-se com a mudança de processos operacionais de RH de forma a torná-los automatizados e orientados para dados, de forma a melhorar a produtividade das organizações ao mesmo tempo que melhora a experiência do cliente. Isto implica um incorporar de tecnologias digitais para realizar determinadas tarefas e resolver desafios normais do dia-a-dia, substituindo total ou parcialmente as ferramentas manuais e analógicas. Em suma, é o fenómeno de mudança para o digital no departamento de RH.

Importância da transformação digital nos processos de RH

De acordo com o estudo da PWC HR Technology Survey 2020, as seis principais preocupações das equipas de RH impulsionadoras de decisões tecnológicas são:

  • Encontrar, atrair e reter talento;
  • Desenvolver pessoas para alcançar o seu pleno potencial;
  • Melhorar a experiência do colaborador;
  • Criação de um ambiente de trabalho colaborativo;
  • Planeamento dos recursos humanos;
  • Assegurar o bem-estar, a diversidade e a inclusão.

Se há uma década a transformação digital nesta área era de lenta evolução, é atualmente um mercado avaliado em 148 mil milhões de dólares. A pandemia COVID-19 trouxe transformações profundas em diversas vertentes do nosso quotidiano, havendo já algumas tendências que poderão vir a impor-se no mundo pós pandemia, das quais falamos neste artigo. A COVID-19 trouxe a consolidação do homeoffice, acelerado pelo motor da necessidade numa época em que a situação começou a tomar dimensões mais graves e medidas de segurança tiveram de ser tomadas, obrigando as empresas a mudar para práticas de trabalho remoto. Isto teve um impacto crucial na importância da digitalização dos RH, cujo papel é a criação de um ambiente colaborativo, mesmo em ambiente remoto.

Principais impactos para as organizações

A implementação da transformação digital no departamento de RH acarreta várias vantagens:

  • Melhor gestão da informação: a digitalização dos RH melhora e simplifica o processo de acesso à informação essencial de todos os colaboradores da equipa, para além de auxiliar a tomada de decisões, uma vez que todos os dados são imediatamente acessíveis e constantemente atualizados.
  • Aumento da vantagem competitiva: Ferramentas analíticas preditivas nesta área podem ajudar a melhorar os processos de RH. Ao aproveitar-se dos dados e das métricas para tomar as decisões mais estratégias possíveis facilmente alcança um plano de força de trabalho capaz de manter a empresa a par de competências críticas.
  • Processos de recrutamento e seleção mais eficazes: atualmente existem plataformas que gerem os processos de forma totalmente automatizada e imparcial, baseando-se nas informações fornecidas pelos candidatos e que resultam em relatórios analíticos comparativos.
  • Aumento dos índices de produtividade e foco em atividades centrais: havendo a automatização de qualquer processo manual demorado ou repetitivo, permite-lhe concentrar-se naquilo que é importante, melhorando a gestão global do trabalho e a produtividade.
  • Melhor experiência do colaborador e melhor comunicação: os colaboradores esperam que a entidade empregadora lhes proporcione uma experiência de utilizador semelhante quando se trata do ambiente de trabalho digital. Para tal, e com recurso à tecnologia, conseguirá manter todos os utilizadores atualizados sobre os últimos desenvolvimentos da empresa ao mesmo tempo que mede a satisfação, a motivação e o envolvimento das equipas com recurso a pesquisas, questionários, dinâmicas, etc.
  • Melhoria do processo de integração: Sobretudo atualmente, que o trabalho remoto é uma prática recorrente e as novas contratações poderão iniciar a sua colaboração com a empresa a partir de casa, torna-se fundamental fornecer um bom processo de integração na cultura da empresa. A tecnologia pode ser útil neste processo de onboarding, ao criar experiências imersivas e ricas.

Checklist a fazer antes de avançar com a transformação digital nos RH

  1. Tem em mente um objetivo claro? Não basta procurar a transformação digital dos RH para se manter “moderno” ou porque a concorrência o está a fazer. É necessário ter um objetivo interno, com resultados mensuráveis, diretamente relacionado ou com processos de RH (como por exemplo, reduzir o tempo de contratação para 10 dias), com a experiência do funcionário, ou com ambos.
  2. Está pronto para mudanças profundas?  A transformação digital depende de mudanças profundas e poderá levar a um algum grau de resistência dos seus colaboradores. Estar ciente disto, e de como a forma como o trabalho é realizado no dia a dia vai mudar, é um fator preponderante de sucesso. Encorajar a mudança de paradigmas em toda a empresa, através de uma liderança concisa e bem posicionada e da disponibilização das ferramentas, ambiente e apoio necessários é fator-chave para que todos abracem a mudança e para que esta ocorra de forma natural.
  3. Possui mente analítica? Ter a capacidade de recolher e analisar dados é fundamental e permitirá alcançar um data driven business, ou seja, um negócio orientado para os dados, que ajuda os gestores nas decisões estratégias baseadas em dados, garantindo que os recursos empresariais são alocados de forma estratégica.

A transformação digital dos RH já é uma realidade. Aproveite as nossas dicas e a experiência de mais de 28 anos no mercado da SISQUAL e implemente-a na sua empresa. Entre em contacto connosco aqui. A SISQUAL possui as ferramentas necessárias para que a transformação digital também seja uma realidade na sua empresa.