Staples
Vodafone
LVMH
FNAC
Womens secret
Mercadona
Fleury
Fast Shop
Leroy Merlin
Cortefiel
SONAE
Hospital Pequeno Príncipe
Pandora
MSC
Dia
Springfield
Sheraton
Unilabs
Unidade Local de Saúde de Matosinhos
Notredame Intermédica
Pró-Saúde
Hospital de Santa Maria
Rede Ímpar
Unimed Fortaleza
Luz Saúde
Pulido Valente
Centro Hospitalar de São João
Hospital LeForte
Hospital Platô
AC Camargo
Garcia da Orta
Hospital 9 de Julho
A.R.S. Lisboa e Vale do Tejo
Sabará Hospital Infantil
Santa Casa de Misericórdia da Bahia
Hospital IGESP
Staples
Staples
Vodafone
Vodafone
Estapar
Estapar
LVMH
LVMH
Womens secret
Womens secret
Pandora
Pandora
Springfield
Springfield
Fast Shop
Fast Shop
Worten
Worten
WestSea
WestSea
Wells
Wells
Vitaminas
Vitaminas
Villa Termal das Caldas de Monchique
Villa Termal das Caldas de Monchique
Via Porto
Via Porto
Veolia
Veolia

Como o SISQUAL WFM beneficia o setor da Saúde

Como o SISQUAL WFM beneficia o setor da Saúde

No Brasil há quase 10 anos, a SISQUAL conta já com mais de 250 hospitais e clínicas que utilizam o software de Workforce Management para gerir a sua força de trabalho. De forma a entender melhor como funciona esta gestão no terreno, a SISQUAL falou com dois colaboradores da equipa brasileira, Karine Vilan, Analista de Implementação, e Raphael Gonçalves, Gestor de Projetos responsável pelas equipas da Bahia e São Paulo, sobre como a implementação de uma ferramenta de trabalho como o SISQUAL WFM pode trazer mais qualidade aos serviços de Saúde.

De que forma a gestão da força de trabalho pode beneficiar os clientes do setor da Saúde?

A vantagem principal da utilização de uma ferramenta como o SISQUAL WFM no setor da saúde é que o próprio sistema mostra de forma clara e objetiva a quantidade de horas previstas de trabalho através da comparação com a escala criada pelo gestor. Esta ação permite fazer um planeamento igualitário e justo, tanto para os colaboradores, como para o hospital. Desta forma, é possível assegurar uma melhor gestão das equipas e dos seus horários mas também dos respetivos níveis de serviço, através de geração automática de alertas com o intuito de não comprometer a atividade hospitalar no seu todo.

Quais as principais necessidades de gestão deste setor?

Como o setor da saúde é muito dinâmico, a nossa ferramenta é ideal para os gestores operacionais ou chefias, uma vez que facilita a gestão das escalas, resultando numa visão clara da quantidade de colaboradores disponíveis por turno. Através de um acesso fácil, rápido e atualizado do saldo de horas, é possível fazer o planeamento prévio de futuras operações.

Como se processa a implementação do software diretamente no cliente?

Inicialmente existe uma recolha de dados e levantamento de informações para identificarmos pontos de melhoria. Depois da configuração do sistema para receber os colaboradores, existe então uma formação da equipa que vai utilizar a ferramenta (envolvendo colaboradores de RH, TI e de assitência) que serão multiplicadores de informação para os restantes gestores.
Numa fase seguinte, é feita a utilização do sistema por um setor piloto que será responsável por identificar ajustes necessários antes de o sistema entrar em produção. Posteriormente, e após garantir a integridade dos dados, o passo final é todo o hospital entrar em produção, havendo sempre um acompanhamento desta ação por parte dos RH.

Existe um acompanhamento do cliente depois da implementação do SISQUAL WFM?

Sim, após a implementação fazemos o acompanhamento de pelo menos duas folhas de pagamento de forma a fazer a verificação da informação. Estamos também sempre à disposição para dúvidas do cliente e possíveis ajustes. Após esta fase de implementação o cliente passa para a fase de suporte, na qual é determinado um fluxo de comunicação com o objetivo de atender a pedidos de serviço.

Quais os projetos de relevo no setor da Saúde que beneficiaram do SISQUAL WFM?

Um dos projetos de maior destaque foi na LABCMI – Liga Álvaro Bahia Contra a Mortalidade Infantil e mais recentemente no HRSR – Hospital Regional Santa Rita. Atualmente a Bahia presta suporte a 23 hospitais/organizações sociais.

Quais os próximos projetos relevantes no setor da saúde?

O próximo projeto é uma organização social de saúde (OSS) que administra o total de 5 hospitais em 3 cidades da Bahia. É uma operação grande e mais complexa mas que terá também um melhor retorno após a implementação do SISQUAL WFM.

Com uma visão global e direcionada para um público bastante heterogéneo, a SISQUAL tem como objetivo apoiar as instituições potenciando a gestão dos seus recursos humanos, e melhorando a qualidade de vida tanto do ponto de vista do empregador como do colaborador. Para o efeito, o setor da Saúde tem demonstrado ser uma aposta ganha na implementação da ferramenta de gestão de Workforce Management SISQUAL WFM, permitindo salvaguardar não só a operacionalidade dos cuidados de saúde, como a segurança do paciente.

Garanta mais saúde através do SISQUAL WFM! Junte-se a nós!