Staples
Vodafone
FNAC
LVMH
Womens secret
Mercadona
Fleury
Fast Shop
Leroy Merlin
Cortefiel
SONAE
Hospital Pequeno Príncipe
Pandora
MSC
Dia
Springfield
Sheraton
Unilabs
Unidade Local de Saúde de Matosinhos
Notredame Intermédica
Pró-Saúde
Hospital de Santa Maria
Rede Ímpar
Unimed Fortaleza
Luz Saúde
Pulido Valente
Centro Hospitalar de São João
Hospital LeForte
Hospital Platô
AC Camargo
Garcia da Orta
Hospital 9 de Julho
A.R.S. Lisboa e Vale do Tejo
Sabará Hospital Infantil
Santa Casa de Misericórdia da Bahia
Hospital IGESP
Staples
Staples
Vodafone
Vodafone
Estapar
Estapar
LVMH
LVMH
Womens secret
Womens secret
Pandora
Pandora
Springfield
Springfield
Fast Shop
Fast Shop
Worten
Worten
WestSea
WestSea
Wells
Wells
Vitaminas
Vitaminas
Villa Termal das Caldas de Monchique
Villa Termal das Caldas de Monchique
Via Porto
Via Porto
Veolia
Veolia

Jornadas da Força de Trabalho: Horário Flexível – Risco ou Oportunidade?

Jornadas da Força de Trabalho: Horário Flexível – Risco ou Oportunidade?

No dia 22 de Junho, o Jornal de Negócios em parceria com a SISQUAL e PLMJ lança a Jornada sobre a Força de Trabalho para discutir os mecanismos existentes para responder aos desafios dos tempos actuais e as perspectivas de mudança que se antecipam para o futuro próximo.

Durante as sessões, os especialistas irão debater temas que vão desde legislação ao apoio à utilização de plataformas para fazer face aos impactos das novas normas nas organizações.

Tema – Horário flexível: riscos ou oportunidades?

Em Portugal, é consenso que a dinâmica dos negócios está sofrendo uma grande mudança e que a pandemia acelerou todo este processo. Tempos de mudança também são tempos de incerteza. Um dos aspectos com maior impacto diz respeito à gestão do horário de trabalho, à necessidade de adaptação às novas dinâmicas de workflows, consumo e atendimento. Também existe um consenso de que o home office veio para ficar, o que também apresenta desafios em termos de organização do horário de trabalho. Do lado do trabalhador, é fundamental garantir a previsibilidade e a possibilidade de conciliar o trabalho com as necessidades decorrentes da vida familiar.

Neste cenário, coloca-se a questão de saber se os instrumentos disponíveis na atual legislação portuguesa são suficientes e adequados para dar resposta a estes problemas. É igualmente importante refletir sobre a adequação do modelo de diálogo social que antecede o processo legislativo para responder aos desafios em questão.

O Governo de Portugal publicou recentemente o Livro Verde sobre o Futuro do Trabalho, que serve de base à preparação de um conjunto de alterações legislativas sobre alguns destes temas, existindo já propostas legislativas sobre alguns destes temas.

No dia 22 de junho, discutiremos os mecanismos existentes para responder aos desafios dos tempos atuais e as perspectivas de mudança em breve.

Assista agora:

Participantes

Filipe Fernandes
Jornalista
Jornal de Negócios
Moderador

Dra. Maria Fernanda Campos
Subinspetora Geral e Inspetora Geral Suplente
ACT

Dr. Frederico Magalhães
CEO
SISQUAL

Dr. José Pedro Anacoreta
Partner
PLMJ